Câmara institui projeto Esporte na Melhor Idade

Ações que visam promover atividades físicas para moradores acima de 60 anos são foco do projeto de lei

PORTO BELO – Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a população com idade acima de 60 anos chegará a 2 bilhões até 2050. Tendo isso em mente, é preciso que se olhe com atenção as políticas públicas destinadas a indivíduos nessa faixa etária. A OMS alerta que não é porque as pessoas estão vivendo mais que, necessariamente, estão mais saudáveis. Por isso, é fundamental criar estratégias para prevenir os problemas que uma população envelhecida venha a ter. O esporte, como se sabe, é uma ferramenta útil nesse combate.

Em Porto Belo, os vereadores Altino Júnior (PSD), Diogo Santos (MDB) e Silvana Stadler (PTB) criaram um projeto de lei (nº 53/2019) que vai ao encontro dessa preocupação mundial. O PL prevê a criação do programa “Esporte na Melhor Idade”, sendo que a prática de atividades físicas, assim como as atividades socioculturais e de informações sobre saúde e bem-estar, são alguns dos objetivos do projeto.

O intuito é que essas práticas, assim como suas orientações, sejam alinhadas com a faixa etária dos seus participantes. Realizar campanhas educativas sobre a importância do esporte nessa fase da vida e de outros cuidados correlacionados à saúde dos idosos, como a vacinação, prevenção de câncer de pele, de mama, de próstata, o combate ao tabagismo e ao alcoolismo também estão na pauta do projeto.

Diogo afirma que já existem medidas adotadas pela gestão municipal para o público idoso. Exemplos são a Semana da Melhor Idade – que é realizada anualmente – e algumas modalidades de esportes já oferecidas pela Fundação Municipal de Esporte. O foco, com esse programa, é aprimorar essas políticas públicas ao gerar mais oportunidades nessa área. “Que possam ocupar – com profissionais de educação física – o ginásio, o centro da melhor idade, as praças públicas, as praias… tudo para fortalecer esse segmento”, sustenta o parlamentar.

Para o emedebista, é necessário integrar para, então, pôr em prática. Por isso, antes de levar o projeto ao plenário da Câmara, os vereadores proponentes fizeram uma reunião com os setores de Assistência Social e Esporte do município. Sancionada pelo Executivo, a expectativa de Diogo é que a agora Lei Municipal 2.843/19 comece a entrar em vigor após a temporada, quando as atividades da municipalidade direcionadas à terceira idade serão retomadas. Antes disso, deve ocorrer outra reunião com as secretárias municipais para definir os próximos passos.

BÁRBARA BENETTI/ASSESSORIA CÂMARA PB