Câmara aprova projeto para instalação de “bocas de lobo inteligentes”

Sistema, adotado por outros municípios, minimiza a ocorrência de enchentes

A Câmara de Vereadores aprovou, na sessão desta segunda-feira (6/04), um projeto de lei de autoria da vice-presidente da mesa diretora, Silvana Stadler (PTB), que determina a adoção, por parte do poder Executivo, do dispositivo conhecido como “boca de lobo inteligente”. A medida, pensada para minimizar o impacto das fortes chuvas e consequentes cheias no município, deverá ser adotada, de acordo com o texto do PLP 027/19, de modo gradativo, “dando prioridade às áreas com maior ocorrência de alagamentos”.

O sistema, adotado por municípios como Guarujá (SP), Vila Velha (ES) e Blumenau (SC), consiste de uma espécie de caixa coletora, parecida com os cestos de papéis usados em escritórios, instalada no interior dos bueiros. Essa peneira, que pode ser removida para que se efetue a sua limpeza, permite a passagem da água, mas retém os objetos sólidos que escoam para dentro dos bueiros e são os principais responsáveis pelos entupimentos dos mecanismos de drenagem pluvial.

“É uma forma de prevenir [as enchentes]”, afirma Silvana. Segundo a vereadora, o sistema também é econômico: “É mais barato do que limpar [os bueiros] com hidrojato”, informa a parlamentar que, durante a mesma sessão, submeteu requerimento ao plenário solicitando que as bocas de lobo inteligentes sejam instaladas nas próximas obras de manutenção e revitalização de vias públicas pelo poder público municipal. O projeto, porém, ainda precisa passar pela sanção do Prefeito.

Texto e foto: Assessoria Câmara PB