Câmara concede título de Destaque do Ano a policiais e bombeiro

Honraria concedida pelos vereadores homenageou os melhores servidores da segurança pública municipal, eleitos por suas corporações

Quem está habituado às reuniões ordinárias da Câmara de Vereadores, logo percebeu que algo de diferente havia na sessão desta segunda-feira (22). A começar pelo público presente, mais expressivo que nas demais ocasiões e, em sua maioria, vergando fardas e uniformes. Até crianças aderiram ao “dress code” da noite. Mas havia uma boa razão para isso: a sessão era solene, pois foi a data escolhida pelo Legislativo para fazer a entrega das honrarias aos policiais e ao bombeiro militar destaques de 2019.

A homenagem nasceu de um projeto idealizado pelo vereador Diogo Santos, do MDB, e aprovado pelos demais membros da Casa. Por meio dele o município criou, através da lei 2736, a láurea Policial Civil, Policial Militar e Bombeiro Militar Destaque do Ano. Como foi promulgada em fevereiro deste ano, essa é a primeira vez que a distinção é entregue. O objetivo é que seja concedida anualmente.

Outra característica da homenagem é que a escolha dos agraciados não compete à Câmara, mas às próprias corporações. E foram elas que indicaram o agente Ecil Eger, da Polícia Civil, o soldado Diego Zinelli, da PM, e o terceiro-sargento Ivan Fabrício Rubick, do Corpo de Bombeiros Militar, para receber a placa inédita na noite desta segunda. Além do público e dos vereadores,   participaram da solenidade o prefeito Emerson Stein, que se fez acompanhar por membros de seu secretariado, e a delegada de polícia da Comarca de Porto Belo e Bombinhas, Luana Backes. A sessão também serviu para que fossem entregues as moções de reconhecimento aos soldados da PM Andiego Dias de Assunção e Dan de Oliveira, pela resolução de uma delicada ocorrência no bairro Perequê em fevereiro deste ano.

A sessão teve ainda a presença de Glauber Arruda, presidente do Grupo Escoteiro do Mar Nova Ericeira, que trouxe consigo alguns de seus comandados e também do Grupo Escoteiro Pegasus. Glauber usou a tribuna para falar sobre o Dia Municipal do Escoteiro, concomitante ao Dia Mundial do Escoteiro (23 de abril) e instituído em 2018 pela Lei 2676, de autoria de Diogo Santos. O presidente convidou os presentes a prestigiar a Feira do Escoteiro que será realizada na Praça da Bandeira no próximo sábado (27), a partir das 9 horas, com o objetivo de divulgar o escotismo na região.

Policiais Andiego e Dan foram homenageados por ato de bravura (fotos: Assessoria Câmara PB)

Em seguida, foi feita a entrega das homenagens. Ecil Eger (esq.), comissário com 29 anos de polícia, há nove em Porto Belo, lembrou o fato de já ter sido homenageado pela Casa. “É uma projeção que eu nunca tive em Itapema, onde trabalhei por 20 anos”. Ele também elogiou a parceria com a PM e o apoio dado pelo Legislativo, Executivo e Judiciário nas ações da segurança pública. “É muito gratificante trabalhar em Porto Belo e é muito gratificante ter sido elogiado e homenageado aqui”, concluiu.

Ivan Rubick (dir.) lembrou o início das atividades do Corpo de Bombeiros no município, há treze anos, e festejou a melhora nas condições de trabalho. Quanto à homenagem, ele acredita que “faz com que todas as forças da segurança do município se fortaleçam”. Diego Zinelli (abaixo) e seus colegas de farda Andiego Assunção e Dan de Oliveira destacaram as dificuldades que rotina na Polícia Militar impõem e enalteceram o apoio dos familiares. “É uma honra muito grande receber esse reconhecimento”, expressou o sentimento geral Dan.

Para a delegada Luana e o vereador Diogo Santos, o mérito da lei está na valorização dos agentes da segurança pública. O autor do projeto agradeceu o apoio dos demais vereadores e fez um paralelo com a atividade parlamentar: “A gente apanha diariamente, mas ninguém saber realmente o trabalho que é feito no dia a dia”. O presidente do Legislativo, Altino Júnior (PSD), destacou a iniciativa do colega de mesa diretora e desejou que a ideia “não morra” nas próximas legislaturas. “Neste momento, estamos fazendo aquilo que nos propomos, que a sessão solene”. Sua expectativa é a de que, no futuro, ela ganhe ainda mais corpo e importância.