Câmara homenageia “pratas da casa” da municipalidade

Vereadores entregaram moções a dois funcionários com mais de 30 anos de serviços prestados. “Luizinho da Ambulância” também foi lembrado

Há 38 anos as coisas corriam muito diferentes em Porto Belo, no Brasil e no mundo. A IBM acabava de lançar o PC 5150, o ancestral dos modernos notebooks e desktops. Também em 1981, um ex-ator de filmes de caubói (Ronald Reagan) tomava posse como presidente dos Estados Unidos. Por aqui, o canal de Silvio Santos ia ao ar pela primeira vez e, mais próximo ainda, Mário José Serpa entrava em seu quarto ano de mandato. Nesse contexto, dois sujeitos iniciavam sua trajetória no serviço público municipal, cujo término, para um, se deu em novembro de 2017; para outro, após pequeno intervalo, segue indefinida. Ambos foram homenageados com uma moção de parabenização do Legislativo durante a sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (06).

Jaime José Sancho, 57 anos de idade, ingressou na Prefeitura dia 5 de maio de 1981. Foi lotado na pasta de Finanças e desempenhou as funções de encarregado e coordenador de cadastro. Deu baixa quase quatro décadas depois, no dia 28 de fevereiro deste ano. Mas mal esquentou lugar em seu sofá: um mês e meio depois, retornou ao posto, por solicitação do Executivo, e espera permanecer até o final da gestão: “Quando não precisarem mais, eu vou para casa”, alega.

Rubens Cesar Martins, o “Binho”, 61 anos de idade, teve mais êxito em seus planos de aposentadoria. Bateu cartão pela última vez no paço municipal dia 30 de novembro de 2017 e não retornou mais. “Não deu muita saudade, não”, brinca o ex-servidor, que cumpriu seu primeiro dia de expediente em 4 de janeiro de 1982. Tinha 25 anos de idade e era o seu primeiro emprego formal. Antes disso, havia feito apenas bicos como eletricista. Ficou 35 anos, onze meses e sete dias bem contados na folha de pagamentos da Prefeitura (na verdade continua, agora como aposentado), onde cumpriu funções diversas dentro do mesmo departamento de Jaime.

Com relação à homenagem, os colegas de repartição concordam: “É bacana”. As moções foram propostas pelos vereadores Altino Torquato Júnior (PSD) e Diogo Santos (MDB) e aprovadas pelo plenário em março deste ano. Segundo o pessedista, trata-se de uma justa homenagem que a população, nesse ato representada pelo Legislativo, presta aos dois servidores públicos: “Quem nunca foi atendido pelo Jaime ou pelo Binho?”, pergunta Altino. “Eles sempre prestaram um serviço a contento, sempre muito prontos a atender a todos”, ressaltou o presidente da Câmara.

LUIZINHO DA AMBULÂNCIA

Ainda durante o momento de homenagens da sessão, a Câmara ofereceu uma moção de parabenização a Luiz Apolinário dos Santos, 63 anos, o popular “Luizinho da Ambulância”. Proposta pelo vereador Jonas Amadeu Raulino (MDB) e aprovada por unanimidade, a distinção foi motivada pelo trabalho de zeladoria que o funcionário terceirizado da Secretaria de Obras realiza em sua rua, no bairro Perequê. Detalhe: sem ganhar um tostão por isso. Luizinho varre o logradouro, pinta os meios-fios, corta o mato dos terrenos baldios, entre outras tarefas que executa normalmente no período da madrugada. “Adorei. É um reconhecimento, né?”, comentou o homenageado, que ganhou certa notoriedade no início do ano, quando um vídeo mostrando o seu capricho com a Pedro Guerreiro foi divulgado na internet, o que fez com que uma emissora de tevê do Estado o procurasse para uma entrevista. Orgulhoso, Luizinho afirma: “A minha rua está cada vez mais bonita”.

Texto e fotos: Assessoria Câmara PB