Procuradoria propõe criar rede feminina de combate ao câncer

Órgão da Câmara Municipal reuniu-se com grupo de Tijucas em busca de parceria para o projeto

PORTO BELO – A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Vereadores pretende instituir uma rede municipal de combate ao câncer de mama. Na última quarta-feira (5), a vereadora e titular do órgão, Silvana Stadler (PTB), se reuniu, na sede do Legislativo, com representantes da Rede Solidária Rosas do Amor, em busca de informações e parceria. Ela ouviu da fundadora Maria Alcirene Batistotti, da presidente Terezinha Laus e da vice-presidente Miriam Cabral um pouco do histórico e dos desafios enfrentados pela instituição.

Em atividade há aproximadamente seis anos, a Rosas do Amor está sediada em Tijucas, mas tem planos de estender sua área de atuação para outros municípios – seguindo o conceito de “rede” expresso em sua nomenclatura. De acordo com Maria Alcirene, que atualmente desempenha a função de tesoureira, além de buscar conscientizar as mulheres sobre os riscos do câncer de mama, a entidade trabalha com a bandeira do emponderamento feminino. Para ela, a perspectiva de apoiar a criação de um serviço semelhante em Porto Belo interessa ao grupo: “Existe disposição e vontade”, afirmou.

Silvana Stadler explica que o principal objetivo da Procuradoria é atuar na prevenção. Porém, o órgão ainda está em busca do modelo ideal de atuação, tendo como parâmetro as redes femininas de combate ao câncer estabelecidas na região. Por isso, deverá conversar com outras entidades visando estabelecer um plano que seja mais adequado à realidade do município: “Existe uma demanda grande em relação a esse serviço”, avalia a procuradora.

ALCIDES MAFRA/ASSESSORIA CÂMARA PB